Motivos para trocar as obturações de amálgama por outro material

A remoção segura do amálgama, aquela restauração escura ou prateada que muitos pacientes ainda possuem nos dentes, é hoje uma prioridade, pois a contaminação por mercúrio pode ocorrer devido à evaporação contínua desse metal, que é extremamente volátil e começa a acontecer em temperaturas muito baixas contaminando o corpo do paciente de diversas formas.

Além da contaminação por mercúrio, muitas vezes, as trincas nos dentes são causadas por restaurações antigas de amálgama, pois essas elas não são adesivas e com a diferença estrutural entre o material da restauração e o do dente em relação a sua elasticidade, o movimento mastigatório e o stress causado por ele causam as trincas que podem provocar a perda do dente.

Remover o amálgama é uma avaliação que o profissional dentista deve fazer em todo paciente que possui esse tipo de obturação, pois não se trata de estética, mas sim de um cuidado para prevenir possíveis perdas dos dentes por rachaduras e cuidado com a saúde do corpo do paciente como um todo, já que o mercúrio das obturações podem causar diversos problemas de saúde.

Na nossa clínica, nos preocupamos muito em ver o paciente como um todo e observamos as possíveis contaminações por mercúrio ou outros metais tóxicos que o paciente possa ter. É muito importante que, quando indicada a retirada das restaurações de amálgama, ela deve ser feita de forma segura, evitando que o paciente venha a se contaminar mais ainda com o mercúrio, seguindo todo o protocolo da IAOMT (International Academy of Oral Medicine and Toxicology):

Veja o vídeo abaixo para entender melhor como acontece essa intoxicação por mercúrio:

 

Existem diversas literaturas científicas, que mostram  que as restaurações de amálgama, devido ao mercúrio em sua composição, podem estar a associadas a  problemas de saúde como:

  • Doenças cardíacas e cardiovasculares;
  • Alzheimer;
  • Auto-imunidade;
  • Disfunção renal;
  • Infertilidade;
  • Alergias;
  • Esclerose múltipla;
  • Problemas de tireoide;
  • Comprometimento do sistema imunológico.
    “O sistema Nervoso é o mais sensível à toxidade do mercúrio”

O amálgama também pode estar relacionado a problemas neurológicos como:

  • Fadiga;
  • Depressão;
  • Tremores;
  • Insônia;
  • Irregularidades emocionais;
  • Irritabilidade;
  • Dores de cabeça;
  • Fraqueza;
  • Visão turva;
  • Problemas de memória.

Dr. Rodrigo Venticinque – CROSP: 52860 – Venticinque Odontologia Integrativa e Biológica